segunda-feira, 27 de abril de 2009

Guerra! Sangue! i Phone!

A Guerra para o desenvolvimento e avanço tecnológico.

“Foi o século mais violento da história humana”, essa foi a frase usada pelo escritor britânico Eric Hobsbawm ao se referir ao século XX.

Foi o tempo das ‘Ilusões Perdidas’ de uma sociedade que esperava mais desse período do que jamais se havia esperado de outros. Tanto havia sido conquistado no século anterior (Revolução Industrial), que parecia sensato acreditar que dali em diante os êxitos do mundo em muito superariam os desastres.

Este é um trecho do livro “Uma breve história do século XX do autor Geoffrey Blainey, que resume bem o sentimento de esperança depositado no novo momento, que prometia principalmente ao povo europeu a melhoria de vida, onde a educação às crianças e o trabalho para os adultos fazia mais sentido.

Democracia e Liberdade se espalhavam. 1900 se iniciava de modo promissor,
entretanto, tudo entraria em colapso ao longo do século...

As catastróficas crises econômicas e políticas trouxeram para o
início do século os mais devastadores conflitos, a começar,
a 1° (1914-1918) e 2° (1939-1945) Guerras Mundiais.
Dentre tantos aspectos a se abordar quanto a este tema, tratarei aqui de um fator crucial para nossa sociedade moderna:
A Evolução Tecnológica.



Tão relevante ao nosso estilo de vida do século XXI, os grandes
conflitos armados foram determinantes para o desenvolvimento de
tudo o que julgamos essencial para (sobre)vivermos.
Não digo o aperfeiçoamento da metralhadora, dos gases tóxicos ou do avião de combate, (isso é de interesse civil), e sim, as soluções de necessidades humanas, afinal, ‘A necessidade é a mãe de todas as invenções’!



O desenvolvimento da indústria eletrônica, as descobertas de aparelhos como o telefone, rádio, televisão, e principalmente a internet, revolucionaram o mundo com a transmissão de informações, o que nesta época impulsionava novas pesquisas de equipamentos mais eficientes que visavam atender à necessidade de combater com mais precisão e confiabilidade.


Durante a Guerra Fria, a ciência também teve grande incentivo de um modo jamais visto antes.
O seu computador, a rede em que está este Blog e a internet são de certa forma heranças desta Guerra.
A desavença entre capitalistas e comunistas concedeu o primeiro Satélite de comunicação do mundo, além do processo de miniaturização dos equipamentos eletrônicos.


A reflexão sobre esse tema pôde ser conferido nos filmes exibidos nas aulas de Comunicação Comparada (“Nós que aqui estamos, por vós esperamos” do diretor Marcelo Masagão) e Pesquisa em Comunicação (foram exibidos dois vídeos que eu não me lembro o título).

Quem imaginaria que o terror que quase acabou com o planeta, seria o motivador de grande parte do avanço científico e tecnológico de nossa época!

Viveríamos outra realidade sem esses acontecimentos sanguinolentos, extinguindo a sociedade moderna e condenando a Era Digital ?
Derramar o sangue de quase 100 milhões de pessoas em troca do celular que você respira e todo esse avanço realmente valeu a pena?
Bem, deixo essas questões para vocês!
Referências bibliográficas:
Livro: A Era dos Extremos - O Breve Século XX 1914/1991Hobsbawm, Eric J.

Livro: Uma Breve História do Século XX , Blainey, Geoffrey

Site:
www.comciencia.br/

Postado por Desirée Cantuária.

6 comentários:

  1. Oi Desirée!!
    meu! li o seu texto e lembrei de uma materia da revista época, que as Forças Armadas dos Estados Unidos estão adotando aparelhos como o iPod Touch e o iPhone para melhorar as condições de combate de seus soldados.
    Permitindo por exemplo, que os soldados carreguem fotos de relatórios de suspeitos de terrorismo presos e compartilhem essas informações. Há ainda dispositivos que traduzem línguas e dialetos estrangeiros e um outro, ainda em desenvolvimento, que poderá fazer do aparelho um controle remoto para robôs.
    será que dessa vez não estamos invertendo essa história? usando novas tecnologias para ajudar nesses conflitos.

    parabens pelo post!

    ResponderExcluir
  2. ☺☺ É DESIRÉE... A TECNOLOGIA AVANÇA ENQUANTO NOS MATAMOS COMO BÁRBAROS... PERGUNTO-ME QUANTOS FAZEM PARA SI MESMO A QUESTÃO QUE VC COLOCOU NO FIM DO BLOG! TALVEZ SE LEVÁSSEMOS A SÉRIO A FALTA DE PRINCÍPIOS HUMANOS PELOS SEDUTORES AVANÇOS TECNOLÓGICOS!
    PARABÉNS POR NOS FAZER PENSAR NISSO!
    BJ BJ ☺☺

    ResponderExcluir
  3. há uma musica dos Titãs que acho que responde essa pergunta por mim e ela diz:

    Nem uma idei vale uma vida (enquanto houver sol)

    ResponderExcluir
  4. E é por isso que caminhamos para a extinção da humanidade. Sem exageros.

    No meu último posto eu descrevi como Ray Kurzweil prevê a junção de homens e máquinas em breve... mas talvez, o homem esteja usando os aparatos tecnológicos pra se matar, ao invés de evoluir.

    ResponderExcluir
  5. Essa questão levantada no texto realmente faz pensar. Mas como os lucros , o falso poder e a idéia de superioridade tecnológica vem chegando cada vez mais forte ... a extinção da humanidade é algo que não tem como disfarçar ou deixar de prever. E anos depois a história pode ser invertida e a humanidade virar alvo da natureza, como já vem sendo não ??!!

    ResponderExcluir